Faixa publicitária
Faixa publicitária
Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho

   

Como consequência da I Guerra Mundial, a Europa encontrava-se extremamente enfraquecida tanto no plano económico e social, como a nível de saúde pública onde por exemplo a Gripe Espanhola matou entre 20 a 40 milhões de pessoas. As Sociedades Nacionais da altura sentem, então, a necessidade de coordenar esforços para melhor apoiarem as populações.

      

Em 1919, Henry Pomeroy Davison, presidente do então Comité de Guerra da Cruz Vermelha Americana, aproveitando o facto de milhões de voluntários terem prestado assistência durante a I Guerra Mundial, propõe a criação de um órgão que federasse as Sociedades Nacionais dos diferentes países.

 

Com sede em Genebra, hoje, a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho reúne mais de 180 Sociedades Nacionais , coordenando os esforços de socorro em todo o mundo fora de zonas de conflito armado.

   

PRINCIPAIS ACTIVIDADES DA FEDERAÇÃO INTERNACIONAL

 

- a organização e coordenação de acções internacionais de socorro em caso de catástrofes naturais, tecnológicas ou epidémicas

- a promoção do desenvolvimento, cooperação e fortalecimento das capacidades das suas Sociedades Nacionais membros

- a representação das Sociedades Nacionais na arena internacional

 

Desde a aprovação em 1999 da "Estratégia 2010" pela Assembleia Geral que o trabalho da Federação Internacional está enquadrado em quatro áreas estratégicas: a promoção dos valores humanitários, a resposta a desastres, a preparação de desastres, e a prestação de assistência e cuidados de saúde na comunidade.